MULTIDATAS COMEMORATIVAS

08 de maio: Dia da Vitória do Fim da Segunda Guerra Mundial

08DEMAIODIADAVITORIAN

O dia 8 de maio ficou marcado na história como o dia em que as nações aliadas venceram o nazi-fascismo na II Guerra Mundial: o dia da vitória da democracia. Esse fato histórico é um marco para a humanidade inteira.
Uniram-se países em defesa da liberdade.
Uniram-se as sociedades para viverem livres e soberanas. Somaram esforços as nações democráticas do mundo.

Uniram-se cidadãos comuns, políticos, diplomatas e forças armadas de diferentes países.
Tempos difíceis aqueles! Pagaram alto preço pela existência com o direito à dignidade de viver.
Nossos marinheiros, soldados e aviadores, com exemplar espírito de sacrifício, partilharam o horror da guerra.
Ombrearam, corajosos e eficientes, fortes, disciplinados e destemidos, com os melhores combatentes de todas as Forças Aliadas.
Retornaram vitoriosos
O mundo já não seria o mesmo. O conflito mundial influíra no curso da História das civilizações e do Brasil.
Trouxeram na alma, além da alegria da comemoração do regresso, as marcas da indesejável guerra.
Mas trouxeram, também, no coração e na mente, o reaceso entusiasmo pela democracia.
Como representantes armados de nossa pacífica sociedade, Marinha, Exército e Aeronáutica permanecem atentos e prontos, moral, cívica e tecnicamente, para cumprirem a nobre, necessária e intransferível missão constitucional de Defesa da Pátria brasileira.
Percorreram os árduos caminhos da luta.
Derrotaram o inimigo.
Celebraram a paz.
O Dia da Vitória confirma que não se renuncia à luta quando só ela pode restabelecer o equilíbrio e conquistar a paz.
Não se desprezam impunemente as armas quando elas são a última razão entendida pelos que desprezam a liberdade e amesquinham a segurança nacional.
Fonte: Exército Brasileiro
Dia da Vitória

OU

8 de Maio – Dia da Vitória – Fim da 2ª guerra mundial

8 de maio de 1945. Há sessenta e dois anos, a Segunda Guerra Mundial chegava ao fim, marcando com tristeza e dor o passado da história.
Essa data também testemunhou a vitória dos valores da justiça, liberdade e democracia sobre a tirania e insensatez do regime nazi-facista.
Ao mesmo tempo, o Dia da Vitória convida à reflexão sobre os fatos sombrios que resultaram do emprego da violência na busca de superação das dissensões políticas, econômicas e ideológicas.

Deflagrada a guerra no solo europeu, o Brasil, inicialmente neutro, viu os caminhos para a solução pacífica dos conflitos esgotarem-se definitivamente, após ter doze de seus navios mercantes afundados por submarinos alemães, colocando sob iminente risco todo o tráfego marítimo, com risco de desabastecimento nas cidades brasileiras.
Com a escalada da guerra, o Brasil, pertencendo ao bloco das nações que consagraram a democracia e a liberdade como a razão de ser da própria existência dos povos livres do mundo, não hesitou em unir-se àquelas agredidas, enviou milhares de combatentes, entre marinheiros, soldados e aviadores, para bravamente cerrar fileiras com as nações aliadas.
Coube à Marinha a tarefa de proteger a navegação de interesse do País ao longo de todo o Atlântico Sul, participando de inúmeras operações de escolta a comboios, totalizando mais de três mil navios.
A Força Expedicionária Brasileira combateu no teatro de operações italiano, proporcionando importante contribuição para a vitória aliada naquela frente.
A Força Aérea Brasileira, além de patrulhar a nossa costa em conjunto com a Marinha, apoiou a Força Expedicionária com a 1ª Esquadrilha de Ligação e Observação, também em território europeu.
Ao término da guerra, as perdas brasileiras foram significativas: 30 navios mercantes e três de guerra, 20 aviões abatidos ou inutilizados, além de quase 2.000 baixas. A esses homens, a nação deve eterno reconhecimento pelo espírito de sacrifício.

A participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial confirmou que em todas as vezes em que os interesses nacionais foram ameaçados, a nação reagiu com a força necessária para fazer frente aos imperativos do momento.
Dia da Vitória. O desfecho de uma lição que não deve ser esquecida.
Fonte: http://www.mar.mil.br

 

Este post foi publicado em 08/05/2014 às 3:01 AM. Ele está arquivado em Sem categoria e marcado . Guarde o link permanente. Seguir quaisquer comentários aqui com o feed RSS para este post.
%d blogueiros gostam disto: