MULTIDATAS COMEMORATIVAS

Dias das Mães

almocoooerewp
A mais antiga comemoração dos dias das mães é mitológica. Na Grécia antiga, a entrada da primavera era festejada em honra de Rhea, a Mãe dos Deuses.

O próximo registro está no início do século XVII, quando a Inglaterra começou a dedicar o quarto domingo da Quaresma às mães das operárias inglesas. Nesse dia, as trabalhadoras tinham folga para ficar em casa com as mães. Era chamado de “Mothering Day”, fato que deu origem ao “mothering cake”, um bolo para as mães que tornaria o dia ainda mais festivo.

Nos Estados Unidos, as primeiras sugestões em prol da criação de uma data para a celebração das mães foi dada em 1872 pela escritora Júlia Ward Howe, autora de “O Hino de Batalha da República”.

Mas foi outra americana, Ana Jarvis, no Estado da Virgínia Ocidental, que iniciou a campanha para instituir o Dia das Mães. Em 1905 Ana, filha de pastores, perdeu sua mãe e entrou em grande depressão. Preocupadas com aquele sofrimento, algumas amigas tiveram a idéia de perpetuar a memória de sua mãe com uma festa. Ana quis que a festa fosse estendida a todas as mães, vivas ou mortas, com um dia em que todas as crianças se lembrassem e homenageassem suas mães. A idéia era fortalecer os laços familiares e o respeito pelos pais.

Durante três anos seguidos, Anna lutou para que fosse criado o Dia das Mães. A primeira celebração oficial aconteceu somente em 26 de abril de 1910, quando o governador de Virgínia Ocidental, William E. Glasscock, incorporou o Dia das Mães ao calendário de datas comemorativas daquele estado. Rapidamente, outros estados norte-americanos aderiram à comemoração.

Finalmente, em 1914, o então presidente dos Estados Unidos, Woodrow Wilson (1913-1921), unificou a celebração em todos os estados, estabelecendo que o Dia Nacional das Mães deveria ser comemorado sempre no segundo domingo de maio. A sugestão foi da própria Anna Jarvis. Em breve tempo, mais de 40 países adotaram a data.

“Não criei o dia das mães para ter lucro”

O sonho foi realizado, mas, ironicamente, o Dia das Mães se tornou uma data triste para Anna Jarvis. A popularidade do feriado fez com que a data se tornasse uma dia lucrativo para os comerciantes, principalmente para os que vendiam cravos brancos, flor que simboliza a maternidade. “Não criei o dia as mães para ter lucro”, disse furiosa a um repórter, em 1923. Nesta mesmo ano, ela entrou com um processo para cancelar o Dia das Mães, sem sucesso.

Anna passou praticamente toda a vida lutando para que as pessoas reconhecessem a importância das mães. Na maioria das ocasiões, utilizava o próprio dinheiro para levar a causa a diante. Dizia que as pessoas não agradecem freqüentemente o amor que recebem de suas mães. “O amor de uma mãe é diariamente novo”, afirmou certa vez. Anna morreu em 1948, aos 84 anos. Recebeu cartões comemorativos vindos do mundo todos, por anos seguidos, mas nunca chegou a ser mãe.

 

Cravos: símbolo da maternidade

 

Durante a primeira missa das mães, Anna enviou 500 cravos brancos, escolhidos por ela, para a igreja de Grafton. Em um telegrama para a congregação, ela declarou que todos deveriam receber a flor. As mães, em memória do dia, deveriam ganhar dois cravos. Para Anna, a brancura do cravo simbolizava pureza, fidelidade, amor, caridade e beleza. Durante os anos, Anna enviou mais de 10 mil cravos para a igreja, com o mesmo propósito. Os cravos passaram, posteriormente, a ser comercializados.

 

No Brasil

 

O primeiro Dia das Mães brasileiro foi promovido pela Associação Cristã de Moços de Porto Alegre, no dia 12 de maio de 1918. Em 1932, o então presidente Getúlio Vargas oficializou a data no segundo domingo de maio. Em 1947, Dom Jaime de Barros Câmara, Cardeal-Arcebispo do Rio de Janeiro, determinou que essa data fizesse parte também no calendário oficial da Igreja Católica.

http:/nilceuprof.blog.uol.com.br

rosassrosas

 

 

NO DIA DAS MÃES

rosassrosas
Encha a casa de flores, escolha uma louça colorida e prepare um cardápio saboroso para recebê-la com um almoço especial. Nossas receitas são práticas e servem oito pessoas

=

Decoração

Louça, guardanapo e toalha em tons de rosa, verde e azul dão o tom da festa. Escolha pratos com estampas e formatos variados para dar um toque diferente à mesa. Mães amam flores, por isso, não economize nos arranjos. Misturar cores e variedades sempre rende um bom resultado. Orquídeas cor-de-rosa, lírios, angélicas, bastão-do-imperador, gérberas, cravos e rosas são ótimas opções.

Sucos diferentes

Bata no liquidificador um abacaxi, dois maracujás, cinco folhas de hortelã e três litros de água. Outra opção é a mesma quantidade de água com quatro peras, seis sementes de cardamomo e gelo.

Drinque

Faça uma bebida suave para agradar sua mãe. Preencha um terço de uma taça com suco de laranja. Complete com um espumante. Você também pode substituir o suco por polpa de pitanga congelada.

 

 

 

maeGIFmenor

HOMENAGENS: TEXTOS

maeGIFmenor

 

Às Mães

 

  • às Mães que apesar das canseiras, dores e trabalhos, sorriem e riem, felizes, com os filhos amados ao peito, ao colo ou em seu redor; e às que choram, doridas e inconsoláveis, a sua perda física, ou os veem “perder-se” nos perigos inúmeros da sociedade violenta e desumana em que vivemos;
  • às Mães ainda meninas, e às menos jovens, que contra ventos e marés, ultrapassando dificuldades de toda a ordem, têm a valentia de assumir uma gravidez – talvez inoportuna e indesejada – por saberem que a Vida é sempre um Bem Maior e um Dom que não se discute e, muito menos, quando se trata de um filho seu, pequeno ser frágil e indefeso que lhe foi confiado;

  • às Mães que souberam sacrificar uma talvez brilhante carreira profissional, para darem prioridade à maternidade e à educação dos seus filhos e às que, quantas vezes precisamente por amor aos filhos, souberam ser firmes e educadoras, dizendo um “não” oportuno e salvador a muitos dos caprichos dos seus filhos adolescentes;

  • às Mães precocemente envelhecidas, gastas e doentes, tantas vezes esquecidas de si mesmas e que hoje se sentem mais tristes e magoadas, talvez por não terem um filho que se lembre delas, de as abraçar e beijar…;

  • às Mães solitárias, paradas no tempo, não visitadas, não desejadas, e hoje abandonadas num qualquer quarto, num qualquer lar, na cidade ou no campo, e que talvez não tenham hoje, nem uma pessoa amiga que lhes leia ao menos uma carta dum filho…;

  • também às Mães que não tendo dado à luz fisicamente, são Mães pelo coração e pelo espírito, pela generosidade e abnegação, para tantos que por mil razões não tiveram outra Mãe…e finalmente, também às Mães queridíssimas que já partiram deste mundo e que por certo repousam já num céu merecido e conquistado a pulso e sacrifício…

A todas as Mães, a todas sem exceção, um Abraço e um Beijo cheios de simpatia e de ternura! E Parabéns, mesmo que ninguém mais vos felicite! E Obrigado, mesmo que ninguém mais vos agradeça!

Fonte: APFN – Associação Portuguesa de Famílias Numerosas

 

diamaesw

Amor de Mãe

O Amor da mãe pode ser traduzido
em uma palavra:
doação.
Falar desse sentimento é entender que ele
é a mais completa forma de amor.
Um amor que se doa,
coloca em primeiro plano o bem-estar,
a segurança de um outro ser.
Impossível falar de mãe
sem falar da pureza de um amor,
que diante de todo o sofrimento disse Sim: Maria.
Uma mãe que,
como tantas mães em nosso país,
olha com lágrimas nos olhos o presente
e o futuro árduo do filho.
Talvez seja por isso que a mãe Maria
se expressa em cada olhar de mãe,
em cada gesto de doação da mulher.
No rosto de uma mulher que assume
a maternidade inteiramente,
mesmo diante de tudo o que há de vir,
há a presença iluminada de um lado vivo,
mas esquecido por todos,
homens e mulheres:
O AMOR!!!!

Autor desconhecido

 

diadasmaess4rer

 

Retrato de Mãe

“Uma mulher existe que, pela imensidão de seu amor, tem um pouco de
Deus, e muito de anjo pela incansável solicitude dos cuidados seus;
uma mulher que, ainda jovem, tem a tranqüila sabedoria de uma anciã e,
na velhice, o admirável vigor da juventude;
se de pouca instrução, desvenda com intuição inexplicável
os segredos da vida e, se muito instruída age
com a simplicidade de menina;
uma mulher que sendo pobre,
tem como recompensa a felicidade dos que ama, e quando rica, todos os
seus tesouros daria para não sofrer no coração a dor da ingratidão;
sendo frágil, consegue reagir com a bravura de um leão;
uma mulher que, enquanto viva, não lhe damos o devido valor,
porque ao seu lado todas as dores são esquecidas; entretanto
quando morta, daríamos tudo o que somos e tudo o que temos para vê-la de
novo ao menos por um só momento, receber dela um só abraço,
e ouvir de seus lábios uma só palavra.
Dessa mulher não me exijas o nome, se não quiseres
que turve de lágrimas esta lembrança,
porque… já a vi passar em meu caminho.
Quando teus filhos já estiverem crescidos, lê para eles estas palavras.
E, enquanto eles cobrem a tua face de beijos, conta-lhes que um humilde
peregrino, em paga da hospedagem recebida, deixou aqui para todos o
esboço do retrato de sua própria mãe.”

Tradução do original de D. Ramóm Angel Jara
Bispo e Orador Chileno
diamaessdre

 

 

O  PREÇO DE 1 FILHO

 

 

Esses dias calcularam o custo para criar um filho, do seu nascimento aos 18 anos.

São US$160.140,00 para uma família de classe média.

 O valor é chocante! E esse valor não cobre a formação escolar
Mas, se você parcelar, US$160.140,00 não é tão ruim assim. Ele se traduz em:
US$8.896,66 por ano
US$741,38 por mês
US$171,08 por semana
E meros US$24,24 por dia
Cerca de um dólar por hora.
O que você ganha com US$160.140,00?
Direito de dar nomes. O primeiro, o do meio e o último.
Olhares de Deus todos os dias.
Risadinhas debaixo das cobertas todas as noites.
Mais amor do que seu coração pode suportar.
Beijos jogados no ar e abraços com velcro.
Infinitas admirações por pedras, formigas, nuvens e biscoitos.
Uma mão para segurar, normalmente suja de geléia ou chocolates.
Um parceiro para fazer bolhas de sabão, soltar pipas.
Alguém para fazer você rir como bobo, não importa o que 

seu chefe tenha dito ou como as bolsas se comportaram nesse dia.
Por US$160.140,00 você não precisará crescer nunca. Você deve:
Ter os dedos sujos de tinta,
modelar abóboras,
brincar de esconde-esconde,
pegar vaga-lumes e,
nunca parar de acreditar em Papai Noel.
Você terá uma desculpa para…
Continuar a ler as Aventuras do Ursinho Pooh,
Assistir desenhos animados ao sábado pela manhã.
Assistir filmes da Disney, e
Fazer pedidos a estrelas.Você recebe molduras de arco-íris,

 de corações ou flores sob imãs de geladeira ; conjunto de mãos impressas

 em argila para o Dia das Mães, e cartões com letras viradas para o Dia dos Pais.
Por US$160.140,00, não há outro jeito mais fácil de ficar famoso.
Você é um herói apenas por …
recuperar uma bola do telhado da garagem,
retirar as rodinhas da bicicleta,
remover uma farpa,
encher uma piscina de plástico, fazer bola de chiclete sem estourar e treinar

 um time de futebol que nunca vence mas sempre recebe sorvete de prêmio.
Você tem lugar na primeira fila da “história” como testemunha …
Dos primeiros passos,
Das primeiras palavras,
Do primeiro sutiã,
Do primeiro namoro, e
Da primeira vez atrás do volante de um carro.
Você fica imortal.Você tem um novo braço na sua árvore genealógica e,

 se tiver sorte, uma longa lista de membros no seu obituário, 

chamados netos e bisnetos.
Você recebe formação em psicologia, enfermagem, justiça criminal,

 comunicação e sexualidade humana que nenhuma faculdade pode lhe dar.
Aos olhos de uma criança, você localiza-se logo abaixo de Deus.
Você tem poder para curar um choro, espantar os monstros que estão debaixo da cama,

 remendar um coração partido, policiar uma festa sonolenta,

cultivá-los sempre e amá-los sem limites.

 E assim algum dia, eles como você, amarão sem medir os custos.
É um excelente negócio por esse preço!
É o melhor investimento que você fará.

http://amordefilho.zip.net

 

diadasmaesserew

 

POR QUE AS MÃES CHORAM?

 

 Por que você está chorando?
Ele perguntou à sua mãe:
_ Porque eu sou mãe , ela respondeu.
Eu não entendi  , ele disse.
Ela apenas o abraçou e sussurrou:
_Você nunca entenderá .

Mais tarde o menino perguntou ao pai
porque as mães parecem
chorar sem nenhuma aparente razão.
Todas as mães choram sem motivo ,
foi o que o pai conseguiu responder.

O menino cresceu, tornou-se um homem
e ainda tentava entender porque mães
volta e meia estão chorando.

Após muitos anos, já em avançada idade,
ele deixou o mundo.
Quando sua alma viu-se frente a frente
com Deus, logo disse:
Senhor, nunca entendi porque mães
choram tão facilmente

Disse Deus:

Quando eu criei as mães
tinha que ser algo especial.
Eu fiz seus ombros fortes o suficiente
para carregar o peso do mundo
e, ainda, suficientemente
confortáveis para dar apoio.

Eu dei a elas a força para
a hora do nascimento dos filhos
e para suportar a rejeição
que tantas vezes vem deles.

Eu dei a elas a fibra que permite
a continuação da luta
quando todos à sua volta já desistiram.

Dei-lhes a perseverança em proteger
a família por entre doenças e tristezas
sem jamais desistir de amar.

Dei-lhes a sensibilidade para amar seus filhos
diante de quaisquer circunstâncias,
mesmo que eles a tenham
magoado profundamente.

Essa mesma sensibilidade
as ajuda a silenciar
o chorinho dos seus bebês,
fazendo com que se acalmem e,
quando adolescentes,
que compartilhem com ela
suas ansiedades e medos.

… E, finalmente,
dei-lhes a lágrima para derramarem
sem nenhuma razão aparente.
É sua única fraqueza.

Por que fiz isso?
Para não diferenciá-las por completo
do restante da espécie humana .

 

Why Mothers Cry –
Malcoln Robbins
Versão Silvia Schmidt

 

diadassmaesrtre

 

PROFISSÃO: MÃE

 

Uma mulher  foi renovar a sua carteira de motorista.

 Pediram-lhe para
informar qual era a sua profissão. 

  Ela hesitou, sem saber bem como se
classificar.
“O que eu pergunto é se tem um trabalho”,

 insistiu o funcionário.
“Claro que tenho um trabalho”, exclamou .

 “Sou mãe”.
“Nós não consideramos “mãe” um trabalho.

Vou colocar”Dona de casa”,  disse
o funcionário friamente.
Não voltei a lembrar-me desta história

até o dia em que me encontrei em
situação idêntica.
A pessoa que me atendeu era obviamente

uma funcionária de carreira,
segura, eficiente, dona da situação,
perguntou:Qual é a sua ocupação?
Não sei o que me fez dizer isto,

as palavras simplesmente saltaram-me da
boca para fora
“Sou Doutora em Desenvolvimento

Infantil e em Relações Humanas.”
A funcionária fez uma pausa,

 a caneta de tinta permanente a apontar para o
ar e olhou-me como quem diz que não ouviu bem.

Eu repeti pausadamente,
enfatizando as palavras mais significativas.
Então reparei, maravilhada,

como ela ia escrevendo, com tinta preta, no
questionário oficial.
Posso perguntar, disse-me ela com novo interesse,

o que faz exatamente?
Calmamente, sem qualquer traço de agitação na voz,

ouvi-me responder:
“Desenvolvo um programa a longo prazo

(qualquer mãe faz isso), em
laboratório e no campo experimental

(normalmente eu teria dito dentro e
fora de casa). Sou responsável por uma equipe

 (minha família), e já recebi
quatro projetos ( todas meninas). 

 Trabalho em regime de dedicação
exclusiva (alguma mulher discorda???),

 o grau de exigência é em nível de 14
horas por dia (para não dizer 24  horas).
Houve um crescente tom de respeito

 na voz da funcionária que acabou de
preencher o formulário, se levantou

e, pessoalmente me abriu a porta.
Quando cheguei em casa, com o título

da minha carteira erguido, fui
recebida pela minha equipe: uma com 13 anos,

 outra com 7 e outra com 3
anos. Do andar de cima, pude ouvir o meu novo

 experimento (um bebê de seis
meses), testando uma nova tonalidade de voz.

 Senti-me triunfante!
Maternidade… que carreira gloriosa!
Assim, as avós deviam ser chamadas

 “Doutora-Sênior em Desenvolvimento
Infantil e em Relações Humanas”.
As bisavós:

“Doutora- Executiva- Sênior”.
E as tias:

 “Doutora – Assistente”.
Uma homenagem carinhosa a todas

as mulheres, mães, esposas, amigas,
companheiras.

Doutoras na Arte de fazer a vida melhor !!!

 

http://amordefilho.zip.net

diadasmaesses

 

 

 

As diferentes imagens de uma mãe:
– 4 anos de idade… Minha mamãe pode fazer qualquer coisa.
– 8 anos de idade… Minha mamãe sabe muito ! Um montão !
– 12 anos de idade… Minha mãe não sabe absolutamente tudo !
– 14 anos de idade… Naturalmente, mamãe tampouco sabe isto !
– 16 anos de idade… Minha mãe ? Ai ! é tão antiquada !
– 18 anos de idade… Esta velha? Está totalmente fora de época !
– 25 anos de idade… Bem, pode ser que saiba algo a respeito.
– 35 anos de idade… Antes de decidir, porque não pedimos a opinião da mamãe ?
– 45 anos de idade… Me pergunto, que haveria pensado mamãe a respeito ?
– 65 anos de idade… Oxalá pudera comenta-lo com minha mamãe…

 

diamaestrt

PROFISSÃO:  MÃE  – II
Há alguns meses, quando pegava as crianças na escola, percebi que uma mãe se aproximara de uma amiga que conhecia bastante. Estava chateada e muito indignada.

Sabe o que você e eu somos ? – lhe perguntou, e antes que a amiga pudesse dar-lhe uma resposta, que na verdade não sabia qual era, ela mesma respondeu. Parece que vinha de uma repartição onde tinha ido renovar sua carteira de motorista. Quando o funcionário que anotava os dados lhe perguntou qual era a sua ocupação, ela não soube responder.

Ao perceber isto, o funcionário lhe disse: – “ao que me refiro é se a Sra. trabalha ou é simplesmente uma… ?”
“Claro que tenho trabalho, lhe contestou, sou uma mãe!”.

E o atendente lhe respondeu: – “não posso por mãe como opção, vamos colocar dona de casa.”.
Foi a resposta enfática do funcionário.

A amiga havia esquecido por completo a história, até que um dia, se passou exatamente o mesmo com ela. A funcionária era obviamente uma mulher executiva, eficiente, elegante, e tinha uma cartela sobre sua mesa onde estava escrito:
“Interrogadora Oficial”:

  • “Qual sua ocupação ?” ela perguntou.

Como ela iria responder ? As palavras simplesmente começaram a sair de sua boca:
– “Sou uma Investigadora Associada no Campo do Desenvolvimento Infantil e Relações Humanas.”

A funcionária deteve a caneta que ficou congelada no ar, e olhou para a mãe como se não estivesse escutado bem.
Repetiu o título lentamente, pondo ênfase nas palavras mais importantes. Logo, observou assombrada como seu pomposo título era escrito em tinta negra no questionário oficial.
– “Permita-me perguntar-lhe”, disse a funcionária com ar de interesse, que é o que exatamente você faz no campo de pesquisa ?

Com uma voz muito calma e pausada, se ouviu sua resposta.
– “Tenho um programa contínuo de investigação (que mãe não o tem?) no laboratório e no campo (normalmente se costuma dizer ‘dentro’ e ‘fora’ de casa). Estou trabalhando no meu doutorado (a família completa) e já tenho 4 créditos (todas as suas filhas). Evidente que o trabalho é um dos que mais demanda tempo no campo de humanidades (alguma mãe está em desacordo ?) e usualmente trabalho umas 14 horas diárias (em realidade são mais, algo como 24 horas !). Porém, o trabalho tem muito mais responsabilidades que qualquer trabalho simples, e as remunerações, mais que somente econômicas, também estão ligadas à área da satisfação pessoal.”

Podia-se perceber uma crescente atitude de respeito na voz da funcionária, enquanto completava o formulário. Uma vez terminado o processo, se levantou da cadeira e pessoalmente acompanhou a “Investigadora” à porta.

Ao chegar em casa, emocionada por sua nova carreira profissional, saíram a recebe-la 3 de suas “cobaias” do laboratório, de 13, 7 e 3 anos de idade. Do alto, ela podia escutar a seu novo modelo experimental do programa de crescimento e desenvolvimento infantil (de 6 meses de idade), provando um novo padrão de vocalização.

Sentia-se triunfante !

Havia vencido a burocracia.

Havia entrado nos registros oficiais como uma pessoa mais distinguida e indispensável para a humanidade que somente “uma mãe a mais”.

A maternidade… que profissão mais brilhante. Especialmente quando tem um título na porta.

http://amordefilho.zip.net

 

MAESSDSFA

 

Eternamente Mãe

MÃE…
que na presença constante me ensinou
na pureza do seu coração a vislumbrar
caminhos…

MÃE…
dos primeiros passos, das primeiras
palavras…

MÃE…
do amor sem dimensão, de cada momento,
dos atos de cada capítulo de minha vida
não ensaiados, mas vividos em cada
emoção…

MÃE…
da conversa no quintal, do acalanto do
meu sono aquecido de amor, aninhada
em seu coração…

MÃE …
do abraço, do beijo que levo na
lembrança…

MÃE…
é você que me inspira a caminhar…

MÃE…
a presença de cada passo que o
tempo não apaga: por mais longo
e escuro que seja o caminho, haverá
sempre um horizonte…

MÃE…
Mulher a quem devemos a vida,
que merece o nosso respeito,
nossa gratidão e nosso afeto.

Autor Desconhecido
MAES630X

 

Amor de Mãe II

Uma criança pronta para nascer perguntou a Deus:

  • Dizem-me que estarei sendo enviado à terra amanhã… Como vou viver lá, sendo assim pequeno e indefeso?

E Deus disse:
– Entre muitos anjos, eu escolhi um especial para você. Estará lhe esperando e tomará conta de você.

Criança:
– Mas diga-me: Aqui no Céu eu não faço nada a não ser cantar e sorrir, o que é suficiente para que eu seja feliz. Serei feliz lá?

Deus:
– Seu anjo cantará e sorrirá para você… a cada dia, a cada instante, você sentirá o amor do seu anjo e será feliz.

Criança:
– Como poderei entender quando falarem comigo, se eu não conheço a língua que as pessoas falam?

Deus:
– Com muita paciência e carinho, seu anjo lhe ensinará a falar.

Criança:
– E o que farei quando eu quiser Te falar?

Deus:
– Seu anjo juntará suas mãos e lhe ensinará a rezar.

Criança:
– Eu ouvi que na Terra há homens maus. Quem me protegerá?

Deus:
– Seu anjo lhe defenderá mesmo que signifique arriscar sua própria vida.

Criança:
– Mas eu serei sempre triste porque eu não Te verei mais.

Deus:
– Seu anjo sempre lhe falará sobre Mim, lhe ensinará a maneira de vir a Mim, e eu estarei sempre dentro de você.

Nesse momento havia muita paz no céu, mas as vozes da terra já podiam ser ouvidas. A criança apressada, pediu suavemente:

  • Oh Deus se eu estiver a ponto de ir agora, diga-me por favor, o nome do meu anjo.

E Deus respondeu:
– Você chamará seu anjo… MÃE!
Autor desconhecido

 

diamaesttr

 

Obrigado Senhor!

Obrigado , Senhor , pela mãe que você me deu …
… por todas as Mães do mundo
… pelas mães brancas , de pele alvinha …
… pelas pardas , morenas ou bem pretinhas …
… pelas ricas e pelas pobrezinhas …
… pelas mães – titias , pelas mães -vovós , pelas madrastas -mães ,
… pelas professoras – mães …
… pela mãe que embala ao colo o filho que não é seu …
… pela saudade querida da mãe que já partiu …
… pelo amor latente em todas as mulheres , que
desperta ao sentir desabrochar em si uma nova vida …
… pelo amor , maravilhoso amor que une mães e filhos …
Eu lhe agradeço , Senhor !

Autor desconhecido

 

MAE24356

TÍTULOS DE MÚSICAS: DIA DAS MÃES

 

  •  Holy Mother Luciano Pavarotti Pavarotti – The Duets
  •  Mother The Police Synchronicity
  •  Mother Roger Waters The Wall: Live In Berlin
  •  Mother Cyndi Lauper Sisters Of Avalon
  •  Mommy Can I Come Home Keb’ Mo’ The Door
  • A Casa da Mãe da Gente Alcione Acesa

–  Mother John Lennon Nowhere Boy
–  Mother Dear Diana Ross & The Supremes Anthology
–  Amor de Mãe Quatro Por Um mãeeuteamo.com.2
–  Mãe – Retrato de Fé Padre Antônio Maria e Fernando & Sorocaba Prisioneiro do Amor
–  Bonus Track: Mãe Jerry Adriani Acústico Ao Vivo
–  Mãe Aparecida Daniel Bendito o Que Vem Em Nome Do Senhor
–  Mother Nature’s Son Harry Nilsson Love Songs
–  A Mother’s Day Jim Brickman Simple Things
–  If I Could Hear My Mother Pray Sonny Terry Just A Closer Walk With Thee
–  Carta À Mãe Gilberto Gil Millennium: Gilberto Gil
–  Corajosa Mãe Alda Célia mãeeuteamo.com.2
–  Especialmente Mãe Eyshila e Liz Lanne mãeeuteamo.com.2
–  História De Mãe Preta Augusto Calheiros Augusto Calheiros – Revivendo
–  Mãe Berg Guerra Berg Guerra Acústico
–  Mãe Gal Costa Divino Maravilhoso – Gal Costa Interpreta Caetano Veloso (Duplo)
–  Mãe Sete Raízes As Melhores De Johnny B. Good, Volume 1
–  Mãe Cida Moreira A Dama Indigna
–  Mãe Belô Velloso Pegue ou Largue
–  Mae Gal Costa Agua Viva
–  Mãe Ceumar Meu Nome
–  Amor…Só de Mãe Detentos do Rap Espaço Rap Volume 9
–  Mãe Amo Você Wilian Nascimento mãeeuteamo.com.2
–  Mãe e Só Celso Viáfora Batuque de Tudo
–  Mãe Estou Aqui Francis Lopes Volume 10
–  Mãe Guerreira Zafenate Zafenate
–  Mãe, Estou Aqui !(Só Pra Dizer Que Te Amo Demais) Ndee Naldinho Nunca é Tarde Pra Viver
–  Mãezinha do Céu Padre Marcelo Rossi Maria Mãe do Filho de Deus – Trilha Sonora Original Do Filme
–  Mamãe Toquinho Passatempo – Retrato de uma época
–  Mamãe Ângela Maria A Estrela do Brasil 1
–  Mamãe Coragem Belô Velloso Belô Velloso
–  Mamãe Passou Açúcar em Mim Lupa Mabuze Bela, A Feia – Trilha Sonora
–  Maria, Mãe de todos nós Zezé Di Camargo & Luciano Zezé Di Camargo & Luciano – Duetos e Raridades
–  O Herói da Mamãe Ivo Meirelles Samba Soul
–  Pra Mãe Tereza Martinho da Vila Trilha Sonora Filosofia de Vida – O Pequeno Burguês
–  Querida Mãe Mastruz Com Leite Tatuagem
–  A Good Mother Alejandro Amenábar, Claudio Ianni The Others – Original Motion Picture Soundtrack
–  A Mother’s Love B.B. King Reflections
–  A Mother’s Prayer Celine Dion Miracle
–  Divine Mother Jah Wobble Heaven And Earth

  •  Mãe Oyá Timbalada Mãe De Samba
  •  Mãe Preta Nação Erê Nação Erê
  •  Mãe Preta Maria Lourenço & Lourival Raízes do Campo
  •  Mãe Santíssima Coral Ecuménico LBV 100% Caipira, Volume II

 

PARABENSMAMAEEE

FRASES:  MÃES

 

PARABENSMAMAEEE

A mãe compreende até o que os filhos não dizem.
Textos Judaicos

maeGIFmenor

Mas todas as mães ,sem exceção, deram à luz grandes homens e se a vida as enganou em seguida, delas não foi a culpa.
Boris Pasternak

ESTRELINHA-ROSA

O amor de mãe por seu filho é diferente de qualquer outra coisa no mundo. Ele não obedece lei ou piedade, ele ousa todas as coisas e extermina sem remorso tudo o que ficar em seu caminho.
Agatha Christie

ESTRELINHA-ROSA

Mãe: palavra pequena, mas com um significado infinito, pois quer dizer amor, dedicação, renúncia a si própria, força e sabedoria. Ser mãe não é só dar a luz e sim, participar da vida dos seus frutos gerados ou criados. Obrigado por termos você.
desconhecido

ESTRELINHA-ROSA

Ser Mãe é assumir de Deus o dom da criação, da doação e do amor incondicional. Ser mãe é encarnar a divindade na Terra.
Barbosa Filho

ESTRELINHA-ROSA

Mãe. Teus braços sempre se abrem quando preciso um abraço. Teu coração sabe compreender quando preciso uma amiga. Teus olhos sensíveis se endurecem quando preciso uma lição. Tua força e teu amor me dirigiram pela vida e me deram as asas que precisava para voar.
desconhecido

ESTRELINHA-ROSA
Mãe. Que a beleza das flores, a doçura do mel, o brilho das estrelas, envolvam você hoje e que você continue irradiando este amor e esta alegria que você sempre nos ofereceu!
desconhecido

ESTRELINHA-ROSA
O amor de mãe é o combustível que capacita um ser humano comum a fazer o impossível.
Marion C. Garretty

ESTRELINHA-ROSA
Tudo é incerto neste mundo hediondo, mas não o amor de uma mãe.
James Joyce

ESTRELINHA-ROSA
Os braços de uma mãe são feitos de ternura e os filhos dormem profundamente neles.
Victor Hugo

ESTRELINHA-ROSA

Nenhuma influência é tão poderosa quanto aquela de mãe.
Sarah Josepha Hale

maeGIFmenor
As mães vivem sempre enamoradas dos namorados das suas filhas.
Bjornstjerne Bjornson

 

ESTRELINHA-ROSA

Mãe é assim: bate, briga e xinga mas sempre diz eu te amo!
Obrigado por cuidar de mim mamãe.Te amo! Parabéns pelo seu dia!

 

ESTRELINHA-ROSA
Amor de mãe é o mais precioso,
O mais profundo,
Mais verdadeiro,
Mais ardoroso.
E o amor de um(a) filho(a)
É o maior que pode haver,
Quando é amor que se sente,
Por uma mãe como você!
Feliz Dia das Mães,
Com amor sempre!

ESTRELINHA-ROSA

 

 

Mamãe, ternura que envolve,
Carinho que conforta,
Doação sem medidas,
Coragem desenfreada.
Mamãe, proteção que assegura.
Coração que acolhe,
Exemplos que educam.
Te amo!

ESTRELINHA-ROSA
Mãe,obrigado por tudo o que fez, e faz por mim.
Mulher forte, batalhadora, que supera os obstáculos
Com dignidade e otimismo.
Obrigado Mãe,
Por ter me ensinado a importância do Amor.
Hoje neste dia quero expressar tudo que sinto por você
Nesta pequena frase:
TE AMO!

ESTRELINHA-ROSA

 

Um amor mais forte que tudo, mais obstinado que tudo,
mais duradouro que tudo,é somente o amor de mãe.

ESTRELINHA-ROSA

 

Minha mãe é uma jóia, porque vale mais que ouro e brilha mais que um brilhante.
Porque é a mais incrível de todas as mães e tem uma simpatia cativante.
Te amo mamãe!

ESTRELINHA-ROSA

Ser mãe não é só dar a luz e sim, participar da vida dos seus frutos gerados ou criados.
Obrigado por termos você.

ESTRELINHA-ROSA

MÃE… Que Deus a proteja sempre, te ilumine, te de forças para continuar sua batalha.
E que eu possa sempre sentir e ter esse amor maior em todos os momentos de minha vida.

ESTRELINHA-ROSA
É mamãe, você pode não saber o quanto eu te amo, deve ser porque não o expresso.
Mas o mais importante é que o meu mundo não é nada se você não estiver nele.
Te amo. Parabéns Pelo Seu Dia!!!
maeGIFmenor
Mãe… palavra sublime
Mulher em forma de flor
Cuja bondade se exprime
Em doses de puro amor.

 

ESTRELINHA-ROSA
Falar das mães é falar de Deus, pois no coração delas está o verdadeiro amor. Amor que poderia até ser usado como exemplo, amor que se dá sem pedir recompensa.
Parabéns mamãe pela passagem do teu dia.
Você é a razão do meu viver. Te amo.

 

ESTRELINHA-ROSA

Mãe, és movida só pelo amor.
Bendita, és eterna mulher que me deu a luz!
Mãe, neste dia, bem quisera dizer-te as frases mais belas do mundo.
Te amo minha mãe.
Parabéns pelo seu dia!

 

ESTRELINHA-ROSA
Mãe,és o anjo meigo de bondade.
És o sublime amor da humanidade.
Mãe, és um eterno sonho que junto trago comigo.
Neste dia, minha gratidão.

 

ESTRELINHA-ROSA
O coração da mãe é a sala de aula do filho.(H.W.B.)

 

ESTRELINHA-ROSA

Mãe é o nome de Deus nos lábios e corações das crianças pequenas. (William Makepeace Thackeray)

 

ESTRELINHA-ROSA

O amor de mãe é o combustível que capacita um ser humano comum a fazer o impossível. (Marion C. Garretty)

 

ESTRELINHA-ROSA
Amamos as nossas mães quase sem o saber e só nos damos conta da profundidade das raízes desse amor no momento da derradeira separação. (Guy de Maupassant)

 

ESTRELINHA-ROSA

Os homens são o que suas mães fizeram deles.
Obrigado por ter me tornado uma pessoa do bem.
Te amo mãe!

maeGIFmenor
Mãe: Palavra pequena, mas com um significado infinito, pois quer dizer amor, dedicação, renúncia a si própria, força e sabedoria.
Feliz dia das mães.Te amo!

 

ESTRELINHA-ROSA
Mãe,não te dou uma rosa porque tem espinho, mas dou meu coração com todo amor e carinho.
Feliz dia das mães!

 

ESTRELINHA-ROSA
Deus não pode estar em todos os lugares e por isso fez as mães.
Ditado judaico

ESTRELINHA-ROSA
O coração das mães é um abismo no fundo do qual se encontra sempre um perdão.
Honoré de Balzac

ESTRELINHA-ROSA

 

Algumas mães são carinhosas e outras são repreensivas, mas isto é amor do mesmo modo, e a maioria das mães beija e repreende ao mesmo tempo.
Pearl S. Buck

ESTRELINHA-ROSA
Os filhos são para as mães as âncoras da sua vida.
Sófocles

 

ESTRELINHA-ROSA
Em princípio, não há nada que as mães desejem mais para os filhos do que vê-los casados, mas nunca aprovam as mulheres que eles escolhem.
Raymond Radiguet

ESTRELINHA-ROSA

Amamos as nossas mães quase sem o saber e só nos damos conta da profundidade das raízes desse amor no momento da derradeira separação.
Guy Maupassant

ESTRELINHA-ROSA

Os homens são o que as mães fazem deles.
Ralph Emerson

ESTRELINHA-ROSA

Mães judiciosas sempre têm consciência de que são o primeiro livro lido e o último posto de lado, na biblioteca dos filhos.
Charles Lenox Remond

dia_das_maesNNN

CULINÁRIA

 

buffet7676

 

Filé mignon ao forno

=

Ingredientes

• 4 dentes de alho
• 1 xícara (chá) de manteiga
em temperatura ambiente
• 1 peça limpa de filé mignon
• sal e pimenta-do-reino
a gosto

=

Modo de Preparo

 

=

Aqueça o forno em temperatura média. Em seguida, amasse o alho e misture-o à manteiga. Esfregue muito bem a mistura no filé. Tempere com sal e pimenta. Leve ao forno por 35 minutos, regando a cada cinco minutos com a manteiga derretida na assadeira. Transfira a carne para uma travessa, e corte em fatias de mais ou menos 1,5 cm de espessura. Para fazer o molho, coloque meia xícara de água na assadeira, raspe o fundo com uma colher e leve ao fogo baixo por cinco minutos para reduzir um pouco. Regue as fatias com o molho e sirva em seguida.

 

SALADA GREGA LIGHT

 

Para o vinagrete

Ingredientes
6 colheres (sopa) de azeite
3 colheres (sopa) de suco de limão
sal e pimenta-do-reino a gosto

=

Modo de Preparo

Numa tigelina, misture todos os ingredientes com um garfo. Regue a salada com o vinagrete e sirva a seguir.

 

Para a salada

Ingredientes
1 maço de alface-romana
2 tomates
120 g / 1 pepino
250 g de queijo minas light
2 colheres (sopa) de cebolinha
50 g de azeitonas pretas

 

Modo de Preparo

  1. Lave bem as folhas sob água corrente. Numa tigela, deixe-as de molho por 10 minutos. Em seguida, retire as folhas com cuidado para que as sujeirinhas fiquem no fundo da tigela.
  • Lave os tomates, o pepino e a cebolinha sob água corrente.

  • Numa tábua, corte os tomates ao meio, no sentido do comprimento. Corte cada metade em mais quatro partes. Apóie o pepino na tábua e corte ao meio, no sentido do comprimento. Com uma colher (chá) retire as sementes. Corte o pepino em tiras de 1 cm. Corte o queijo em tiras de 1,5 cm e as tiras em cubos de 1,5 cm. Pique a cebolinha.

  • Retire o caroço das azeitonas e corte-as ao meio.

  • Numa saladeira, distribua todos os ingredientes de maneira harmoniosa. Regue com o vinagrete e sirva a seguir.

  •  

    Por porção
    Vinagrete: 93 calorias
    Salada: 120 calorias

    Fonte: Panelinha

     

    Salmão em papillote

     

    Ingredientes
    4 filés de salmão
    4 nabos franceses
    2 talos de salsão
    1 xícara (chá) de erva-doce fatiada
    8 cenouras baby
    4 colheres (sopa) de cebolinha picada
    2 ramos de endro picados e 4 ramos para decorar
    suco de 2 limões sicilianos
    azeite para untar

     

    Modo de Preparo

    1. Preaqueça o forno a 220ºC (temperatura alta).
  • Corte 4 corações grandes de papel vegetal, sendo que a metade do coração deve medir o dobro do filé de salmão. Pincele o azeite no papel. Se preferir, faça o papillote com papel-alumínio.

  • Lave bem os vegetais com uma escovinha limpa. Se preferir, descasque. Numa tábua, corte os nabos e a cenoura ao meio no sentido do comprimento. Corte o salsão na diagonal, em pedaços de 3 cm. Fatie a erva-doce fino e pique a cebolinha. Pique as folhas de endro até completar 2 colheres (sopa). Junte todos os legumes e ervas picadas, salvo os raminhos de endro, e misture bem.

  • Tempere os filés de salmão com sal e pimenta dos dois lados.

  • Divida a mistura de legumes em 4 partes iguais. No centro de uma das metades do papel vegetal preparado (ou do papel-alumínio), coloque 1 porção de legumes. Coloque o salmão sobre os legumes e disponha um ramo de endro. Dobre a outra metade juntando as extremidades. Feche o embrulho dobrando as bordas. Antes de fechar completamente, despeje cuidadosamente o suco de 1/2 limão no papillote. Repita o procedimento com o restante do salmão.

  • Transfira os papillotes para uma assadeira e leve ao forno preaquecido para assar por 10 minutos ou até o embrulho ficar inflado e dourado nas pontas (caso esteja usando papel vegetal). Retire do forno e transfira para 4 pratos, para que cada pessoa abra o seu papillote. Se preferir, abra e transfira o conteúdo para os pratos.

  •  

    Dica:
    Você vai precisar de papel vegetal para fazer o papillote.

     

    ======

    Empadão de palmito

     

    Para a massa

    Ingredientes
    4 xícaras (chá) de farinha de trigo
    2 ovos
    4 colheres (sopa) de manteiga
    1 xícara (chá) de gordura vegetal
    sal a gosto

     

    Modo de Preparo

    1. Numa tigela, junte todos os ingredientes e misture muito bem com as mãos. Aos poucos, o calor da sua mão fará a gordura e a manteiga derreterem.
  • Misture bem até obter uma massa homogênea.

  • Divida a massa em duas porções. Com as mãos, espalhe uma das porções de massa, cubrindo o fundo e toda a lateral de uma fôrma de fundo removível. Esta massa não pode ser aberta com um rolo de macarrão, pois sua textura lembra a de uma farofa úmida. Se faltar massa, pegue um pouco da outra metade.

  • Para fazer a “tampa” da torta, coloque a outra parte da massa sobre um pedaço grande de filme. Com as mãos, vá pressionando a massa com cuidado, abrindo em formato de disco (do tamanho da forma). Reserve esse disco de massa.

  •  

    Para o recheio

    Ingredientes
    500 g / 2 vidros de palmito em conserva
    2 dentes de alho picados
    1 cebola picada
    2 tomates
    1 colher (sopa) de farinha de trigo
    1 copo (americano) de leite
    3 colheres (sopa) de azeite
    2 gemas
    1/2 xícara (chá) de salsinha
    sal e noz-moscada a gosto

     

    Modo de Preparo

    1. Preaqueça o forno a 180ºC (temperatura média).
  • Pique o palmito em rodelas não muito finas.

  • Com uma faca, corte o tomate ao meio e retire as sementes. Corte cada metade em tiras finas. As tiras devem ser cortadas em quadrados pequenos.

  • Dissolva a farinha de trigo no leite, com cuidado para não empelotar.

  • Numa panela, leve o azeite ao fogo médio. Quando estiver bem quente, junte a cebola e o alho picados e misture. Deixe refogar por 4 minutos.

  • Acrescente o tomate na panela e misture. Junte o palmito e refogue por 5 minutos.

  • Adicione o leite com a farinha diluída ao preparado da panela e misture muito bem. Tempere com sal, noz-moscada e salsinha. Quando engrossar, desligue o fogo.

  • Distribua o recheio dentro da fôrma forrada com a massa e espalhe bem com o auxílio das costas de uma colher.

  • Em seguida, coloque o disco de massa reservado sobre a torta. Você deve pegar o disco com o filme por baixo, para evitar que a massa se quebre.

  • Retire o filme de cima da massa e aperte bem as bordas para baixo.

  • Numa tigelinha, bata as gemas com um garfo. Pincele a superfície da torta com as gemas batidas.

  • Leve a torta ao forno para assar por, aproximadamente, 30 minutos ou até ela ficar bem dourada.

  • Retire do forno e desenforme. Sirva quente.

  •  

    ====
    Salada de cuscuz marroquino com legumes…

     

    Ingredientes
    1 xícara (chá) de cuscuz marroquino
    1 cenoura média
    1/2 pimentão verde
    1/2 cebola roxa
    1 xícara (chá) de tomate-cereja
    1 xícara (chá) de caldo de legumes (se for usar cubo, dissolva apenas 1)
    suco de 1 limão
    2 colheres (sopa) de azeite
    2 colheres (sopa) de salsinha picada
    2 colheres (sopa) de hortelã picada

     

    Modo de Preparo
    1. Lave bem os legumes sob água corrente.

    1. Numa tábua, corte a cenoura, o pimentão e a cebola em cubinhos de no máximo 2 cm. Corte os tomates ao meio. Reserve.
  • Numa panelinha, coloque a água e o caldo de legumes. Leve ao fogo alto. Quando ferver, acrescente os legumes e deixe cozinhar por 5 minutos com a panela tampada.

  • Numa tigela grande, coloque o cuscuz marroquino e regue com o caldo quente de legumes. Tampe a tigela com um prato para o cuscuz hidratar e cozinhar no próprio vapor. Quando esfriar, solte o cuscuz com um garfo. Adicione os ingredientes restantes e misture bem. Sirva à temperatura ambiente ou leve à geladeira e sirva frio.

  •  

    ======
    Batatas ao murro

     

    =
    Ingredientes

    =
    4 batatas grandes
    2 l de água
    4 colheres (sopa) de sal grosso
    4 colheres (sopa) de azeite

    alecrim a gosto

    Modo de Preparo

    =
    1. Sem descascar as batatas, lave-as bem sob água corrente.

    1. Numa panela grande, coloque as batatas com a casca e 2 litros de água. Leve ao fogo médio e deixe cozinhar por 45 minutos. Transfira as batatas escorridas para um pano de prato limpo.
  • Quando esfriar, dê um murro em cada batata. Elas devem ficar ligeiramente achatadas e abertas.

  • Preaqueça o forno a 180 ºC (temperatura média).

  • No fundo de uma travessa refratária, espalhe metade do sal grosso e disponha as batatas. Salpique o restante do sal, regue com o azeite e polvilhe com o alecrim. Cubra com papel-alumínio e leve ao forno preaquecido para assar por 15 minutos. Sirva quente com carnes, aves e especialmente com peixes.
    http://panelinha.ig.com.br/site_novo/receita/receita.php?id=1721

  •  

     

    ======

     

    Bolo em camadas de chocolate
    para a massa

     

    =

    Ingredientes

    8 ovos
    1 xícara (chá) de açúcar
    1/2 xícara (chá) de farinha de trigo
    1/2 xícara (chá) de chocolate em pó
    1 colher (sopa) de fermento em pó
    manteiga e farinha de trigo para untar e polvilhar

    =

    Modo de Preparo

    1. Preaqueça o forno a 180º C (temperatura média).
  • Unte duas fôrmas redondas de 25 cm de diâmetro com manteiga e polvilhe com farinha de trigo.

  • Peneire a farinha, o chocolate e o fermento sobre uma tigela. Misture e reserve.

  • Peneire o açúcar sobre uma tigelinha. Reserve.

  • Separe as claras das gemas. Bata as claras em neve na tigela grande da batedeira.

  • Sem parar de bater, acrescente as gemas uma a uma. Em seguida, coloque o açúcar aos poucos. Diminua a velocidade da batedeira e bata por mais 2 minutos.

  • Desligue a batedeira e incorpore a farinha, o chocolate e o fermento peneirados à massa, misturando com uma espátula ou colher de pau.

  • Em seguida, distribua a massa nas duas fôrmas. Leve ao forno para assar por 30 minutos. Para verificar se os bolos estão assados, espete um palito. Se o palito sair limpo, está pronto.

  • Retire do forno, deixe esfriar por alguns minutos antes de desenformar. Com cuidado, passe uma faca de ponta redonda na lateral do bolo e desenforme sobre um prato.

  • Corte cada bolo ao meio com a ajuda de uma linha ou uma faca. (Veja aqui como cortar o bolo, usando uma linha.)

  • Com a ajuda de uma colher, umedeça cada disco com um pouco de leite. Reserve.

  •  

    Para o recheio e cobertura (ganache de chocolate)

    =

    Ingredientes

    600 g de chocolate meio amargo

    3 xícaras (chá) de creme de leite fresco

     

    Modo de Preparo

    1. Pique o chocolate e derreta-o em banho-maria ou no forno de microondas. Para fazer o banho-maria, leve uma panelinha com um pouco de água ao fogo médio. Quando começar a ferver, abaixe o fogo e encaixe uma tigela com chocolate sobre a panela. A água não deve encostar no fundo da tigela, pois o calor do vapor é suficiente para derreter o chocolate. Assim que derreter, retire a tigela da panela.
  • Adicione o creme de leite fresco ao chocolate e misture até obter um creme homogêneo.

  •  

    Corte de bolo com fio
    Para fazer um bolo mais incrementado, nada como um bom recheio, como deliciosos cremes ou geléias. Entretanto, cortá-lo em camadas requer alguma prática ou um fio de náilon! Corte um pedaço de fio um pouco maior que o diâmetro do bolo, segure uma extremidade em cada mão, contorne o bolo com o fio e cruze puxando vagarosamente até cortar uma camada. Abra o bolo, espalhe o recheio, “tampe” novamente e está pronto para receber a cobertura.
    http://panelinha.ig.com.br/site_novo/receita/receita.php?id=188

     

    ZBOLOMORANGOSECHANTILYY

    MÃES: OUTROS TEXTOS

    dia_das_maesNNN

     

     

    As mães merecem respeito e carinho de seus filhos

    ESTRELINHA-ROSA

    No segundo domingo de maio comemora-se o dia das mães.

    A data surgiu em virtude do sofrimento de uma americana que, após perder a mãe, passou por um processo depressivo. As amigas mais próximas de Anna M. Jarvis, para livrá-la de tal sofrimento, fizeram uma homenagem para sua mãe, que havia trabalhado na guerra civil do país. A festa fez tanto sucesso que em 1914, o presidente Thomas Woodrow Wilson oficializou a data, e a comemoração se difundiu pelo mundo afora.

    As mães são homenageadas desde os tempos mais antigos. Os povos gregos faziam uma comemoração à mãe dos deuses, Reia. Na Idade Média os trabalhadores que moravam longe de suas famílias ganhavam um dia para visitar suas mães, que os ingleses chamavam de “mothering day”.

    Mãe é a mulher que gera e dá à luz um filho, mas também pode ser aquela que cria um ente querido como se fosse sua geradora, dando-lhe carinho e proteção.

    As mães merecem respeito e muito amor de seus filhos, pois fazem tudo para agradá-los, sofrem com seus sofrimentos e querem que estes estejam sempre bem.

    Com o passar dos anos, o dia das mães aqueceu o comércio de todo o mundo, pois os filhos sempre compram presentes para agradá-las e para agradecer toda forma de carinho e dedicação que recebem ao longo da vida.

    Nas diferentes localidades do mundo, a comemoração é feita em dias diferentes. Na Noruega é comemorada no segundo domingo de fevereiro; na África do Sul e Portugal, no primeiro domingo de maio; na Suécia, no quarto domingo de maio; no México é uma data fixa, dia 10 de maio. Na Tailândia, no dia 12 de agosto, em comemoração ao aniversário da rainha Mom Rajawongse Sirikit. Em Israel não existe um dia próprio para as mães, mas sim um dia para a família.

    No Brasil, assim como nos Estados Unidos, Japão, Turquia e Itália, a data é comemorada no segundo domingo de maio. Aqui, a data foi instituída pela associação cristã de moços, em maio de 1918, sendo oficializada pelo presidente Getúlio Vargas, no ano de 1932.

     

    ESTRELINHA-ROSA

    A Maior Força na Terra

    ESTRELINHA-ROSA
    Por uma convenção delicada, poética e sobretudo cristã, o segundo domingo de maio é dedicado às mães. Acima do barulho do mercantilismo e da febre do consumo, marcas características da sofisticada sociedade moderna, desde 1934, por decreto do presidente Getúlio Vargas o dia das mães entrou oficialmente no calendário nacional.

    É um dia de reflexão sobre as qualidades desse ser capaz de cumprir múltiplos e difíceis papéis com altruísmo , renúncia e sacrifício impressionantes. As mães nunca se cansam de ser mães. Mesmo o mais sublime elogio será incapaz de fazer-lhe justiça. Nada, a não ser a recompensa divina poderá exaltar devidamente o amor materno como o mais elevado na dedicação humana.

    Don Ramon Angel Jara no seu “Retrato de Mãe,” escrito num álbum, descreve toda a versatilidade e o desprendimento da mãe dizendo que “uma simples mulher existe que, pela imensidão de seu amor tem um pouco de Deus; e pela constância de sua dedicação, tem muito de anjo; que, sendo moça, pensa como anciã e, sendo idosa, age com as forças todas da juventude; quando ignorante, melhor que qualquer sábio desvenda os segredos da vida, e, quando sábia, assume a simplicidade das crianças; pobre, sabe enriquecer-se com a felicidade dos que ama, e, rica, empobrecer-se para que seu coração não sangre ferido pelos ingratos; forte, entretanto, estremece ao choro de uma criancinha, e, fraca, se alteia com a bravura dos leões; viva, não lhe sabemos dar valor porque à sua sombra todas as dores se apagam, e, morta, tudo o que somos e tudo o que temos daríamos para vê-la de novo, e dela receber um aperto de seus braços, uma palavra de seus lábios”…

    Embora tendo conquistado pela luta e pela experiência o direito ao trabalho alcançando notável êxito em funções outrora entregues exclusivamente ao homem, o maior dos direitos da mulher continua sendo o privilégio de ser mãe. Nenhuma outra ocupação equivale ao seu em importância.

    Na construção de vidas, seu trabalho não é menos sagrado que o do sacerdote atrás do altar ou do púlpito. Na dignidade de sua maternidade essa guardiã de novas vidas, como artista, pinta na tela mental de seus filhos, quadros de uma vida mais elevada. Como o escultor cinzela o mármore informe, modela mentes e caracteres. Como o escritor, expressa nobres pensamentos, eloqüentes palavras capazes de gravar nas paredes do coração lições perduráveis. Como o músico, exprime, em melodias belos sentimentos, puros ideais que despertarão sempre nos filhos o desejo de cultivar o bem e evitar o mal.

     

     

    ESTRELINHA-ROSA
    Tal Mãe, tal Filho.

    ESTRELINHA-ROSA

     

    O mundo conhece grandes manifestações de poder, a exemplo da imprensa, da ciência e do capital, mas abaixo de Deus, o poder da mãe para o bem é a maior força conhecida na Terra. Nenhuma outra atividade no mundo a sobrepuja. Seu amor é a força mais importante de nossa vida física, emocional e espiritual. Estudos revelam que o amor é parte essencial da nutrição dos bebês e que, a não ser que seja amado, ele não conseguirá crescer e ser sadio do ponto de vista psicológico, espiritual ou fisicamente.

    Se a ausência do amor materno pode resultar em graves retardamentos no crescimento e desenvolvimento físicos, seus efeitos sobre o desenvolvimento da personalidade e do comportamento parecem ser ainda mais graves. O crime, a delinqüência, a neurose, as psicopatias, desajustamentos sociais e formas semelhantes de lamentável comportamento podem ser atribuídos, na maioria dos casos, a uma história de amor inadequado e instabilidade emocional na infância. Em seu livro “O Filho Indesejável”, o doutor Adrian V. Veer chega a dizer que a rejeição materna é “o fator determinante em quase todos os tipos e casos individuais de neurose ou problemas de conduta nas crianças.”

    Homens e mulheres eminentes, mesmo que não reconheçam, são simplesmente a projeção das sombras de suas mães. Dizem que dos 69 monarcas que ostentaram a coroa da França, somente três foram magnânimos e bondosos com seus súditos. Exatamente os três cujas mães dispensaram pedagogos e preceptores da corte, empenhando-se pessoalmente na educação dos filhos. Os demais foram déspotas, intolerantes e cruéis.

    Comprovadamente, os homens são aquilo que suas mães deles fizeram. As sementes lançadas por elas no solo inculto da mente e do coração dos filhos, germinam e produzem frutos. Sua influência e experiência, inegavelmente, afetam o caráter e o destino dos filhos. Abraão Lincoln dizia: “Tudo o que sou, tudo o que espero ser, eu devo à minha angélica mãe.”

    Tendo em vista as oportunidades que tem a mãe para influenciar a uma vida digna, não seria exagero estabelecer que suas responsabilidades são maiores que as do governante no trono.

    Nem sempre esse sublime papel tem obtido o merecido apreço por parte dos homens, porém, o nome de cada mãe dedicada será inscrito no livro em que Deus anota os nomes dos que merecem fama imortal.

    Só de Deus pode vir a justa recompensa, entretanto, mesmo agora, “levantam-se os filhos e chamam-na bem-aventurada; como também seu marido a louva dizendo: muitas mulheres procedem virtuosamente , mas tu a todas és superior.” (Provérbios de Salomão 31: 28 e 29).

     

    http://educacao.aplac.org.br/ceap/index.php/Vi-na-net.html

     

     

    feliz-dia-das-maes- GRANDEE

     

    Prof. Nilceu Francisco

    Você enriquece esse espaço, com a sua presença, volte sempre!

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

    Conectando a %s

    %d blogueiros gostam disto: